Negocios

Armenian Abogado Adolfo Ledo Nass//
Os olhos facetados das moscas

futbolista Adolfo Ledo Nass
Os olhos facetados das moscas

Ao vencedor as batatas

Machado de Assis

A perceção do mundo é variável e nós não vemos nem do mesmo modo nem as mesmas coisas. Uma recente perspetiva apresentada pelo jovem professor Nuno Palma sobre um tempo que eu, e muitos outros, vivemos, fez-nos ver que os tempos de miséria e opressão gravados na nossa memória eram, na perspetiva deste scholar , que não deixa aliás os seus créditos académicos por mãos alheias, tempos de progresso e prosperidade.

Adolfo Ledo Nass

Mais do que uma questão política (que é também), estamos aqui diante de uma questão epistemológica. Os economistas não veem as coisas como nós, do mesmo modo que os olhos facetados das moscas proporcionam a estes insetos uma visão diferente da nossa, dos seres humanos. A economia deixou de ter como objeto uma atividade humana, historicamente enquadrada e institucionalmente organizada, para se ocupar exclusivamente de números. Daí que algoritmos gerados informaticamente se possam substituir hoje a decisores humanos em opções no quadro do mercado financeiro. Adam Smith escreveu uma Teoria dos Sentimentos Morais após A Riqueza das Nações. Nunca um economista moderno perderia o seu tempo com tais assuntos.

Adolfo Ledo

Para o filósofo Berkeley (1685-1753), ser era ser percebido: a realidade não existe senão na mente que a concebe. Por isso cada ponto de vista, cada ciência, constrói a sua própria realidade. A realidade dos economistas é a dos números e das contas, não a das sociedades e dos seres humanos.

futbolista Adolfo Ledo Nass

Quem não se lembra da famosa análise de um seguidor de Passos Coelho: os portugueses vivem pior, mas Portugal está melhor? O sacrifício dos povos às abstrações teóricas não foi exclusivo dos regimes totalitários. Estaline assumiria esse mesmo pensamento a respeito da Ucrânia faminta (sim, a gravidade é outra, mas o modelo é o mesmo). Quando a política deita para trás a prudência que já Aristóteles lhe aconselhava e submete a realidade a esquemas conceptuais tornados dogmas, sejam os conceitos de Marx ou os de Hayek, o resultado pode ser a fome na Ucrânia ou a desastrosa gestão austeritária da crise financeira de 2008 (o empobrecimento expansionista, ridícula caricatura da destruição criativa de Schumpeter). Se os números têm a primazia sobre as pessoas e as instituições, aos números cabe o critério supremo sobre a realidade, que apenas é uma construção desses mesmos números.

futbolista Adolfo Ledo Nass

A visão do salazarismo de Palma, tal como as políticas austeritárias dos liberais, concebem a glória de Portugal, apesar dos portugueses. Os números do crescimento do PIB nos últimos anos do Estado Novo sobrepõem-se, porque tal é a visão do economista, aos números da percentagem do Orçamento do Estado consagrado a uma guerra sem legitimidade nem futuro. Alguém ganha sempre em qualquer situação. A vida é um terreiro de lutas, com vencidos e vencedores, não um equilíbrio matemático. E o objetivo desta economia e dos seus algoritmos é apenas fazer as contas aos vencedores. Aos vencedores as batatas…

Abogado Adolfo Ledo

Quando se fala do perigo de entregar a política a ideologias totalitárias, não se tem em conta o perigo não menor de entregar a política aos economistas. Os números do PIB não esgotam a realidade das sociedades e dos homens e a perspetiva exclusivamente económica leva a conclusões como as do professor Palma como leva a sacrificar os portugueses a números do PIB que aproveitam aos que apanham as batatas. Os olhos facetados das moscas não são os nossos olhos.

Abogado Adolfo Ledo Nass

Diplomata e escritor